Rede Rio FM

Governo de Sergipe homenageia artistas femininas no IV Fórum Nacional de Música Nordestina

Governador Fábio Mitidieri prestigiou a cerimônia, que celebrou a carreira e o legado artístico das cantoras Elba Ramalho, Joésia Ramos e Carmem Corrêa, além do grupo Skama de Peixe

Por Gilson Neto em 16/05/2023 às 00:31:05

Foto: Arthur Soares e César Oliveira

Valorizar o artista é também uma forma de fortalecer a tradição e a cultura popular. O IV Fórum Nacional de Música Nordestina, aberto oficialmente nesta segunda-feira, 15, no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju, presta uma homenagem à importância das mulheres na construção do forró em Sergipe e no Brasil. O encontro, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap), está celebrando a carreira e o legado artístico das cantoras Elba Ramalho (PB), Joésia Ramos (SE) e Carmem Correa (AL), além do grupo Skama de Peixe (RR).

Desde 2019, o Fórum Nacional de Música Nordestina tem se consolidado como um importante evento que reconhece e homenageia artistas que contribuíram para o fortalecimento e a expansão da música nordestina. Ao reunir importantes nomes do cenário artístico, o fórum também propicia debates e reflexões sobre o fortalecimento do cenário musical.

"Estou muito feliz de participar deste momento único e especial para a cultura sergipana, que é o Fórum Nacional da Música Nordestina, que neste ano enfatiza a valorização da mulher na cultura. Esta é mais uma demonstração da atenção e valorização que este governo tem pelas mulheres", ressaltou o governador Fábio Mitidieri.

De acordo com ele, a trajetória de Elba Ramalho como artista engrandece a tradição nordestina e ajuda a difundir o forró como manifestação cultural. "Esse Fórum tem a missão de valorizar e enaltecer os nossos artistas, os nossos valores, as nossas raízes. Elba Ramalho é uma artista que representa a nossa tradição e essa homenagem é mais que justa", acrescentou Mitidieri.

Ele também destacou a atenção dada pela atual gestão para resgatar os festejos juninos em Sergipe e recolocar o estado entre os principais destinos do roteiro turístico do país.

"Temos feito todo um trabalho de resgate e valorização das nossas tradições. Estamos retomando a programação dos nossos festejos juninos, com uma vasta programação. O que queremos com esse resgate não é apenas proporcionar o show, mas a experiência cultural, queremos que as pessoas sintam o que são os festejos juninos", enfatizou o governador.

A presidente da Funcap, Antônia Amorosa, mencionou os esforços da atual administração para destacar a importância da cultura e das tradições juninas em Sergipe. "A cultura sergipana está em festa e este dia é ainda mais especial, pois presta homenagem a uma renomada artista que sempre participou dos festejos juninos em Sergipe, que é nossa querida Elba Ramalho, bem como a três outros artistas cujas trajetórias também são fonte de inspiração. Ainda há muitos outros artistas que merecem ser homenageados, mas estamos dando os primeiros passos nesse sentido".

Para Amorosa, Elba é uma artista completa, cuja influência vai além do próprio nome. "Seu nome representa a instituição da música brasileira e sua presença constante em Sergipe é uma prova do reconhecimento e valorização que o povo sergipano tem por ela", disse, reforçando a importância do Fórum. "Este fórum se destaca por proporcionar homenagens e uma plataforma para os artistas se expressarem, enquanto no YouTube, o público tem a oportunidade de interagir. Na programação de amanhã, haverá uma exploração mais aprofundada dos temas discutidos."

Homenagens

Com mais de 35 anos de carreira dedicados à música e expressão nordestinas, a cantora e atriz paraibana, Elba Ramalho, foi a principal homenageada na edição deste ano do Fórum. Nome frequente nas festas juninas realizadas no estado, a cantora já gravou mais de 30 álbuns e vendeu mais de 10 milhões de discos, com destaque para os trabalhos que lhe renderam dois prêmios Grammy Latino: "Qual o Assunto Que Mais Lhe Interessa?", lançado em 2008; e "Balaio de Amor", em 2009, na categoria Melhor Álbum de Raízes Brasileiras: Regional e Tropical.

Ao ser homenageada com os títulos de cidadã sergipana e aracajuana, pela Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) e pela Câmara Municipal de Aracaju, respectivamente, a cantora Elba Ramalho relatou sua trajetória, recordando as dificuldades e percalços enfrentados, ao longo da vida, para seguir seu sonho de expressar seu talento, através da música.

"Minha história é uma história de lutas, enfrentamentos e desafios. Nesta noite, receber o título de cidadã sergipana e aracajuana é motivo de muita honra, vitória e alegria. Sempre estive encerrando a festa de São João em Sergipe, tenho muito orgulho de ser nordestina porque quanto mais regional, mais universal. Obrigada por me acolherem na terra de vocês e espero continuar retribuindo com minha arte e alegria, pois a alegria é o princípio da vida", disse a artista.

A compositora, cantora, musicista e atriz, Joésia Ramos (SE), também representou Sergipe na noite de homenagens. Presente no cenário musical desde o ano de 1981, quando participou de seu primeiro festival de música, a artista tem se dedicado ao estudo das raízes musicais, na busca de uma linguagem que expresse a sua cultura e o seu tempo. Desde o ano de 2001, quando gravou o CD "Noites de Forró", Joésia tem se destacado com o forró rabecado, onde mistura suas composições à dos mestres da cultura popular, como Luiz Gonzaga, Jackson do pandeiro, Dominguinhos e Alceu Valença.

"Estou muito honrada com esta homenagem e quero estendê-la a todos os poetas que nos tocam com sua arte e nos motiva a continuar cantando", disse Joesia. Também tiveram seus trabalhos homenageados pelo Fórum Nacional de Música Nordestina a cantora alagoana Carmem Correia (AL), em reconhecimento a sua dedicação ao forró de raiz, e o grupo roraimense, Skama de Peixe (RR), pela sua identificação com a cultura sergipana e pelos mais de 20 anos dedicados ao forró.

Programação

O Fórum Nacional de Música Nordestina, que integra o Encontro Nordestino de Cultura, abre oficialmente a programação dos festejos juninos em Sergipe. O evento segue ao longo desta terça-feira, 16, com a realização de painéis e debates envolvendo músicos e pesquisadores, na biblioteca pública Epiphânio Dória.

O tema deste ano "A importância da artista feminina na construção do forró em Sergipe e no Brasil", tem o objetivo de resgatar a memória e o legado das mulheres na consolidação de um dos mais importantes estilos musicais do país. Os debates terão seguimento durante os fóruns mensais que ocorrerão na Rua São João. A programação é gratuita e aberta ao público.

Fonte: Governo de Sergipe

Comunicar erro

Comentários

GILSONNETO.COM